Varizes na panturrilha

A panturrilha é essencial e tem um papel fundamental na circulação do sangue, sendo a responsável por evitar que o mesmo se acumule nos membros inferiores.

Por isso, quando as panturrilhas estão com os músculos bem fortalecidos, elas contribuem para o bom impulsionamento do fluxo sanguíneo, contribuindo para que o sangue retorne ao coração.

É justamente por esse motivo que as varizes na panturrilha podem ser um sinal de alerta, sendo necessário cuidar bem para evitar problemas futuros.

Então, vamos entender melhor do assunto logo a seguir e como cuidar das varizes na panturrilha.

A função da panturrilha

Conforme já foi explicado, a panturrilha é muito importante para a circulação do sangue. A musculatura dessa região do corpo, ajuda a manter os vasos bem firmes, varilux premium também pode ajudar nisso.

Isso é muito importante, pois é essencial lembrar que quando o sangue é bombeado pelo coração para as pernas, a gravidade ajuda muito com o trabalho.

No entanto, quando o sangue precisa ser bombeado para cima, dos membros inferiores para o coração, ele tem que vender a gravidade e isso pode ser difícil.

É por isso que ter essa musculatura da panturrilha bem desenvolvida pode ajudar muito no bombeamento e favorecer a circulação sanguínea.

Vale lembrar ainda que os vasos sanguíneos possuem válvulas, que funcionam como um mecanismo anti-refluxo. No entanto, quando a musculatura do entorno não tem tonicidade, toda a pressão fica apenas no vaso, sem qualquer suporte, e isso o sobrecarrega.

Assim, podemos dizer que as panturrilhas são grandes aliadas da circulação e é importante cuidar bem delas, assim como de todo o corpo, para evitar problemas futuros.

Fortalecimento das panturrilhas para evitar varizes

As varizes acontecem quando ocorre a dilatação e distorção de um vaso sanguíneo. Isso é muito mais comum quando, como citamos antes, o membro não conta com uma musculatura firme, que o ajude a ter sustentação.

É por esse motivo que as pessoas que têm problemas na panturrilha causados por imobilizações prolongadas, traumas e outros, passam a ficar mais sujeitas ao surgimento das varizes.

Doenças neurológicas que levam à perda dos movimentos e, consequentemente, do tônus muscular, também podem ser um fator de risco para o surgimento do refluxo e das varizes.

O mesmo vale para casos em que há o enfraquecimento muscular de forma natural, podendo ocasionar a trombose venosa profunda, bem como varizes secundárias.

O melhor para evitar varizes na panturrilha é ter um bom nível de atividade física, que ajude a fortalecer a região.

Sinusite tem cura?

De um modo geral, as infecções como a sinusite, que afetam os seios nasais, são curáveis. Então, se você tomar as medidas corretas e seguir o tratamento orientado pelo médico, as chances de cura são praticamente garantidas.

Caso você já tenha o diagnóstico de sinusite, provavelmente seu médico terá verificado as causas destas infecções recorrentes e vai orientar o tratamento adequado para o seu caso.

Embora não seja uma doença considerada grave, a sinusite, quando não é devidamente tratada, pode trazer algumas complicações como por exemplo: abcessos, meningite, infecção óssea (osteomielite) e infecções na região das pálpebras que podem comprometer sua visão.

Além do tratamento indicado pelo especialista, você pode seguir algumas dicas que vão aliviar os sintomas e ajudar no processo de cura:

  • Evite o estresse

Se você é do tipo acelerado, tente diminuir o ritmo. Evite tarefas ou atividades que possam piorar os sintomas.

  • Evite exposição aos agentes causadores

Evitar ou reduzir o contato com os agentes que provocam a crise de sinusite é fundamental.

Mantenha sua casa limpa e arejada. Se possível que entre o sol para evitar o acúmulo de mofo e ácaros, principalmente no quarto. Evite também o acúmulo de poeira.

  • Controle as doenças que estão relacionadas como a sinusite

Algumas doenças podem desencadear a sinusite. Se você tem alergia ou asma, tente trazer estas doenças controladas.

  • Inalação

A sinusite é uma infecção provocada muitas vezes pelo ressecamento das mucosas. Este ressecamento favorece o acúmulo de impurezas, formando o catarro e criando o ambiente favorável, para desenvolver uma infecção.

Fazer inalação pode ser de grande ajuda pois faz a limpeza das vias aéreas, retirando o catarro acumulado.

  • Lavagem nasal

A lavagem nasal é tão benéfica que deveria ser uma rotina para todos, incluindo quem não tem sinusite. Ela reduz consideravelmente o risco de infecções respiratórias e ainda traz alívio para dores de cabeça.

Para quem sofre de sinusite os médicos recomendam o uso da lavagem com soro fisiológico três vezes ao dia.

  • Afaste-se do cigarro

O cigarro é um dos fatores que provocam irritação na cavidade nasal. A fumaça se acumula nos pelos do nariz dificultando a limpeza e favorecendo a produção de secreção.

Mesmo que você não seja um fumante evite o contato com o fumo. Isto ocorre também com ambientes muito poluídos.

  • Beba água

A água é essencial para limpar todas as secreções do corpo. Beber bastante líquido vai ajudar a combater a sinusite.

Se você seguir estas dicas e o tratamento indicado pelo médico certamente a sinusite terá cura.

Close