Brasil vai ao MXoN?

Faltando 30 dias para o MX das Nações, contínua a interrogação, a equipe brasileira estará presente nos dias 29 e 30 de setembro, em Lommel, na Bélgica?

A novela da participação brasileira começou no dia 1º de julho em Sorriso (MT), após a 5ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross.

Em coletiva de imprensa no local da prova, o presidente da CBM, Firmo Alves, destacou os três titulares oficiais no grupo: Hector, Wellington e Balbi Júnior. Por sua vez, Leandro Nunes ocuparia a vaga destinada ao piloto escolhido pelo critério técnico.

A Pro Tork, patrocinadora do piloto Jorge Balbi, confirmou dias depois sua particpação.

Em agosto, o motocross brasileiro foi pego de surpresa com o anúncio da Honda, que decidiu retirar seus pilotos da disputa.

Foram convocados Jean Ramos e Dudu Lima, pela CBM, para substituir a laguna.

Quando tudo parecia resolvido,em nota oficial a X Motos, patrocinadora de Jean Ramos, anunciou a não participação do piloto.

Com a desistência de Jean, Marcelo Ratinho, ficou com a terceira vaga brasileira.

Mas faltando 30 dias para o evento, dificilmente o motocross brasileiro terá representante na 66º edição da competição.

Oficialmente apenas Jorge Balbi, está confirmado.

Dudu Lima e Marcello Lima, segundo informações, ainda não conseguiram patrocínios, para cobrir despesas com os custos da viagem e estrutura.

E fica a interrogação, o Brasil estará na 66º edição do MXoN?

Enquanto o Brasil, vive essa novela, confira abaixo algumas equipes já confirmadas:

Espanha

  • Jonathan Barragán – MX1
  • José Butrón – MX2
  • Álvaro Lozano – MX3

Austrália

  • Lawson Bopping – MX1
  • Luke Styke – MX2
  • Todd Waters – MX3

Porto Rico

  • Gino Aponte – MX1
  • Zach Osborne – MX2
  • Jimmy Albertson – MX3

Grã Bretanha

  • Tommy Searle – MX1
  • Jake Nicholls – MX2
  • Max Anstie – MX3

Estados Unidos

  • Ryan Dungey – MX1
  • Blake Baggett – MX2
  • Justin Barcia – MX3

Itália

  • Antonio Cairoli – MX1
  • Alessandro Lupino – MX2
  • Davide Guarneri – MX3

Bélgica

  • Clement Desalle – MX1
  • Jeremy van Horebeek – MX2
  • Ken de Dycker – MX3

Nova Zelândia

  • Cody Cooper – MX1
  • Kayne Lamont – MX2
  • Josh Coppings – MX3
MXoN será na tradicional pista arenosa de Lommel, Bégica | Foto:Divulgação Youthstream

Talvan | S2 Sports

Veja mais:

S2 Sports

Talvan Teixeira | editor

Um comentário em “Brasil vai ao MXoN?

Deixe uma resposta

Fale com a S2 Sports pelo WahtsApp